Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Estudante do Cimol é medalhista de prata na Olimpíada Brasileira de Robótica de 2021

Eduardo Pereira Tejada é aluno do 3º ano do Ensino Médio e realiza de forma integrada o curso de Eletrônica

Publicação:

35df7304 8250 4ded 8794 8bc486ba70b9
Aluno Eduardo Pereira Tejada e os professores do Cimol - Foto: Seduc
Por Diego da Costa

O estudante Eduardo Pereira Tejada, da Escola Técnica Monteiro Lobato (Cimol), de Taquara, foi medalhista de prata da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) de 2021. Ele é aluno do 3º ano do Ensino Médio e realiza de forma integrada o curso de Eletrônica.

Eduardo participou da modalidade teórica, na qual testou seus conhecimentos de robótica em duas fases, realizadas 11 de junho e 25 de agosto. Nesta modalidade são realizadas provas que abordam problemas na temática de robótica que possam ser solucionados a partir de ferramentas e conceitos compreendidos no currículo escolar básico, como ciências, matemática e linguagens.

Aluno Eduardo Pereira Tejada e professor Cristiano
Aluno Eduardo Pereira Tejada e o professor Cristiano - Foto: Seduc

“Eu sempre tive interesse em fazer atividades extracurriculares, pois sempre gostei muito de robótica, da inovação científica e da área acadêmica. Acredito que esse prêmio vai agregar muito no meu currículo. Pretendo ser engenheiro de computação e quero trabalhar na área de tecnologia e desenvolvimento de hardwares. Estou muito feliz”, explica o medalhista.

Conforme a diretora, Karine Kersting, por meio de um campeonato de robótica da própria escola, os alunos do Cimol sempre são incentivados a construírem projetos e a participarem de feiras e competições nacionais e internacionais.  “Temos uma tradição importante na nossa escola que é estimular os nossos estudantes a serem protagonistas. Estamos muito orgulhosos com a medalha conquistada pelo Eduardo”, destaca

OBR 2021

A Olimpíada Brasileira de Robótica é uma olimpíada científica brasileira que se utiliza da temática da robótica. Tem o objetivo de estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. Destina-se a todos os estudantes de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.

A OBR possui duas modalidades: Prática e Teórica. Ambas procuram adequar-se tanto ao público de escolas que já têm contato com a robótica educacional quanto ao público que nunca viu robótica. As atividades acontecem por meio de competições práticas (com robôs) e provas teóricas em todo o Brasil.

A OBR ocorre desde 2007. Atualmente é considerado o maior evento de robótica da América Latina e classifica equipes para a RoboCup, maior evento de robótica do mundo. No ano de 2019 foram mais de 204 mil participantes diretos de todos os Estados Brasileiros com mais de 5.000 equipes competindo na modalidade prática no país.

 

 

 

Secretaria da Educação