Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governo libera verbas para implantação de espaços pedagógicos em 142 escolas

Publicação:

Crédito: Lucas Nogare
Crédito: Lucas Nogare
Por Lucas Barroso/SGGE e Rodrigo Peixoto/Seduc

O governo do Estado, por meio das secretarias de Governança e Gestão Estratégica (SGGE) e da Educação (Seduc), confirmou hoje (26), em encontro realizado no auditório do Foro Central, em Porto Alegre, a liberação de R$ 3.361 milhões para implantação de espaços pedagógicos em 142 escolas da rede pública de ensino. As verbas são relativas a votação da Consulta Popular de 2018.

Até o final deste ano, o governo concluirá os repasses às instituições de ensino. Essa medida possibilitará com que os espaços estejam melhor equipados para o próximo ano letivo. "Garantir às escolas a oportunidade de investir em equipamentos que incentivem a inovação é um grande acerto. A utilização desses recursos vai ao encontro de projetos prioritários para a educação como o programa Jovem RS Conectado no Futuro, focado na criatividade, tecnologia e empreendedorismo dentro das salas de aula", afirmou o secretário da Educação, Faisal Karam.

Dos R$ 80 milhões estipulados na Consulta Popular de 2018, o atual governo já liberou R$ 60.176.744 (75% do valor total) para diversas áreas. O restante será pago ao longo da gestão. "As pessoas votam na Consulta Popular e querem que os projetos saiam do papel. A gestão Eduardo Leite está sendo marcada pelo respeito a essas demandas. Estamos quitando os compromissos firmados pela gestão anterior, pois não somos um governo de ruptura e, sim, de evolução", afirmou o secretário da SGGE, Claudio Gastal.

O que é Consulta Popular

Desde 1998 o Estado do Rio Grande do Sul instituiu, através da Lei nº 11.179, que a população defina diretamente parte dos investimentos e serviços que constarão no orçamento do Estado. Esse processo foi denominado Consulta Popular. Anualmente o governo fixa o valor submetido à deliberação da população. Esse valor é distribuído entre as 28 regiões do Estado, de acordo com critérios como a população e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).

Definido o valor para cada região, o governo e os Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) organizam o processo de discussão em Assembleias Públicas Regionais, Assembleias Públicas Municipais e Assembleias Regionais Ampliadas. Nos encontros, é elaborada uma cédula de votação regional, submetida aos eleitores na votação da Consulta Popular.

Clique aqui (.pdf 914,69 KBytes) e acesse a lista de escolas.

Secretaria da Educação