Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

10ª CRE realiza programa voltado para o autoconhecimento e para o planejamento de carreira

Alunos do ensino fundamental conversaram com empresárias da região

Publicação:

Atividades ocorreram na última semana
Atividades ocorreram na última semana
Por Bárbara Lima sob orientação de Bruna de Bem

A 10ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), de Uruguaiana, promoveu na última semana, o Programa Aprender Pra Quê? para alunos do ensino fundamental de escolas rurais e urbanas da região. O programa tem como foco mostrar a importância do aprendizado ao longo da vida e o papel da escola neste processo. Durante a atividade, o autoconhecimento e o reconhecimento dos próprios talentos, além dos diferentes tipos de inteligência e aprendizado, foram os temas abordados. O desfecho da conversa também tratou do planejamento de carreira e da educação financeira.

O evento teve a duração de duas horas, contou com empresárias voluntárias, e atendeu 160 alunos virtualmente. Segundo o coordenador do projeto, Diego Bortoli, facilitar a aplicação do "Aprender, Pra Quê?" o fez perceber a prioridade que a 10ª CRE dá à constante inovação dos métodos de aprendizagem. “É essencial incentivar e garantir que os jovens permaneçam na escola em um momento crucial da sua formação profissional”, reflete. O programa Aprender Pra Quê? é realizado em parceria com a Junior Achievement-RS, organização social responsável por desenvolver crianças e jovens para o futuro mercado de trabalho, que faz a ponte entre as escolas e os empresários voluntários, capacitados para aplicarem a metodologia da formação, que consiste em discussões guiadas e exercícios de planejamentos.

A aluna Nicolly Ribeiro Penalvo,  da escola Dr Roque Degrazia, de Itaqui, conta que essa experiência foi muito enriquecedora: "Saí da videoconferência bem pensativa e com um incentivo para tentar e conquistar meus sonhos”. Já a aluna Mylena Denis Vargas, da mesma escola, considera que levará os ensinamentos para sua vida. “Amei a conversa”, resume. A estudante Diovanna Pacheco Bassan Berriel, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Eduardo Vargas, de Alegrete, sentiu-se mais confiante depois do programa. “Eu amei a didática dos palestrantes! Essa palestra me motivou muito a acreditar mais no meu potencial”, finaliza. A coordenadora da 10ª CRE, Sara Cardoso, considera que estas atividades extracurriculares “somam-se aos esforços para oferecer uma escola reconectada com seu propósito maior e apresentar ao aluno um mundo com suas diversas oportunidades para que ele, mobilizado pelo conhecimento, siga seus estudos ao longo da vida.”

Secretaria da Educação