Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Seduc participa de debate nacional sobre as diretrizes curriculares da Educação Especial

Evento promovido pelo Ministério da Educação conta com representantes de instituições educacionais de todo o país

Publicação:

Encontro ocorre entre os dias 27 e 31 de janeiro em Brasília
Encontro ocorre entre os dias 27 e 31 de janeiro em Brasília - Foto: Seduc
Por Diego da Costa

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) está participando, entre os dias 27 e 31 de janeiro, em Brasília, do encontro da comissão do Ministério da Educação (MEC) que trata da Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Especial. Entre as principais pautas do evento estão: Surdez e Educação Bilíngue, Deficiências Intelectuais e Transtornos do Espectro Autista (TEA), Superdotação/Altas Habilidades, Deficiência Visual, Deficiências Físico-motoras e Múltiplas, currículo, certificação e formação de professores.

A representante da Seduc no evento é a chefe da Divisão de Políticas para a Educação Especial (DIPESP), do Departamento de Educação (DED), Vânia Chiella. De acordo com ela, a comissão está organizada em formato de GT (Grupo de Trabalho), composto por técnicos do MEC, representantes da Câmara Federal e Senado Federal e conselheiros e assessores do Conselho Nacional de Educação (CNE):

“Este é um encontro de extrema importância e traz uma excelente oportunidade de compartilhar esta discussão, exatamente no momento em que estamos propondo a reestruturação da Educação Especial no nosso Estado”, destaca.

 

 Educação Especial

Na rede pública estadual, o Atendimento Educacional Especializado é realizado por professores especialistas que identificam, elaboram e organizam recursos pedagógicos e de acessibilidade para a construção do conhecimento dos estudantes, considerando as suas necessidades específicas.

As 30 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) contam com assessorias que respondem por demandas específicas da Educação Especial e oferecem apoio técnico e pedagógico às escolas de sua abrangência, promovendo diretamente a inclusão dos alunos com deficiência, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD).

Secretaria da Educação