Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Abertura do Seminário Nacional das Escolas Criativas traz atrações nacionais, internacionais e debate a criatividade dos alunos

I painel contou com a secretária Raquel Teixeira e do idealizador do programa, Mitchel Resnick.Evento segue nesta quarta (23)

Publicação:

6af02dcb 5bb4 4951 8818 d12f10416896
Crédito: - Foto: Gustavo Peres
Por Diego da Costa

Com palestras, painéis e a presença de representantes nacionais e internacionais do poder público da área da Educação, a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) promoveu, na manhã desta terça-feira, 22 de novembro, a abertura do primeiro dia do Seminário Nacional das Escolas Criativas, no Instituto Federal do Rio Grande do Sul - Campus Porto Alegre (IFRS/POA). O evento, que segue nesta quinta (23), ocorre das 9h às 17h, nos dois dias. Entre as pautas de destaque estão as boas práticas em sala de aula, a abordagem pedagógica Escolas Criativas, neurociência e aprendizagem, uso das novas tecnologias, entre outros. O público estimado foi de mais de 300 pessoas.

Aconteceu, também, na ocasião, o Festival de Invenção e Criatividade (FIC). Foram exibidos mais de 30 projetos da rede estadual de ensino no festival organizado pela RBAC.

O painel de abertura contou com a presença da secretária estadual da Educação, Raquel Teixeira; do idealizador da abordagem pedagógica Aprendizagem Criativa, o professor e pesquisador Mitchel Resnick; do pesquisador do Massachusetts Institute of Technology (MIT), o diretor executivo da RBAC, Leo Burb; do secretário estadual da Inovação, Ciência e Tecnologia, Alsones Balestrin; e do reitor do IFRS, Júlio Xandro Heck.

“É preciso ter uma escola relevante, mão na massa, que atenda às necessidades do século 21. Aquele conhecimento estático deixou de ter espaço. Hoje, outros saberem surgem, outras formas e métodos inovadores estão disponíveis aos estudantes. É um projeto, que de forma sustentável, tem tudo para crescer e mudar, de fato, a forma de fazer escola, de inspirar os alunos a aprenderem e serem criativos”, destacou a secretária Raquel Teixeira.

 O idealizador da abordagem pedagógica Aprendizagem Criativa, o professor e pesquisador Mitchel Resnick, aborda a importância da criatividade no desenvolvimento educacional.

“ Fico feliz que a Aprendizagem Criativa esteja se espalhando pelo país e pelo Estado do RS. Percebo que está sendo feito um trabalho ótimo com educadores. Este é um momento importante de troca de ideias para debatermos a elaboração de novos ambientes para estímulo da criatividade. O aprendizado com a prática lúdica, o uso das tecnologias e a construção de conceitos são elementos fundamentais para o desenvolvimento dos alunos”, explicou o especialista.

O diretor executivo da RBAC, Leo Burb, apresentou as principais frentes de atuação do Programa Escolas Criativas.

“É necessário termos uma integração curricular e estimular a prática de atividades mão na massa, que traga um engajamento dos alunos e da comunidade escolar e promova o empoderamento dos docentes para transformar o ambiente da instituição de ensino”, afirmou.

O secretário estadual da Inovação, Ciência e Tecnologia, Alsones Balestrin, enalteceu a importância da inovação na área da Educação.

“Inovação e Educação são áreas que caminham juntas. O Programa Escolas Criativas traz um foco na transformação das práticas pedagógicas e qualifica todo o trabalho que é realizado pela Educação Básica. É uma proposta que resignifica o conhecimento adquirido pelos alunos e trabalha as competências cognitivas e socioemocionais”, disse.

A secretária da Educação de São Bernardo do Campo; Silvia de Araújo Donnini; trouxe sua experiência e o processo de implantação do Programa Escolas Criativas em sua rede municipal.

“Este é um trabalho que exigiu investimento, via termo de colaboração com instituições parceiras, para que pudessem ser adquiridos novos materiais com o intuito de ampliar as ações em Aprendizagem Criativa das unidades escolares que já desenvolviam este projeto, bem como viabilizar o início do trabalho nas demais escolas. Portanto, engajamento de familiares e comunidade é fundamental para o crescimento desta prática pedagógica inovadora”, enalteceu.

Programação

A programação do evento segue durante a tarde desta terça-feira (22) com a presença do Dr. Jaderson Costa, neurologista, diretor do Instituto do Cérebro e pesquisador do uso de células-tronco em doenças neurológicas. Ele tratará da temática Neurociência e Aprendizagem a partir das 13h30.

Escolas Criativas

O programa tem abrangência nacional e atende mais de 15 redes de ensino do Brasil, com o objetivo de tornar a Educação mais criativa. A proposta é fundamentada na abordagem chamada Aprendizagem Criativa, idealizada por Mitchel Resnick do MIT Media Lab. Ela baseia-se principalmente no construcionismo de Seymour Papert, também do MIT, que se inspirou nas ideias de Piaget, Paulo Freire, Montessori e outros pensadores em Educação.

No Rio Grande do Sul, o programa teve seu início com a participação de 10 escolas no ano de 2021. Atualmente, está em seu 3º ciclo, abrangendo 70 Escolas e impactando mais de 25 mil estudantes nas 30 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs).

Secretaria da Educação