Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

A educação da Finlândia foi foco de análise na Região da 35ª Coordenadoria de Educação

Qualificação da educação com parâmetro na metodologia finlandesa foi o objetivo da visita

Publicação:

Coordenadoria Tania Carpes e demais integrantes do grupo regional com as professoras da University of Tempere da Finlândia
Coordenadoria Tania Carpes e demais integrantes do grupo regional com as professoras da University of Tempere da Finlândia - Foto: 35ª CRE/Seduc
Por 35ª Cre/Seduc

Por iniciativa da Agência de Desenvolvimento Santiago, esteve no município, na semana de 18 a 22 de fevereiro, uma Comitiva de professores da Finlândia, da University of Tampere, para ministrar palestra, divulgando o projeto Escola Futuro.  

A região recebeu a comitiva de professoras que pretendiam conhecer a realidade educacional da região e propor parcerias de formações que venham contribuir para o desenvolvimento regional pela educação. Durante esse período, a comitiva visitou escolas municipais e estaduais, uma universidade e o campus São Vicente do Sul do IFFAR.

A proposta da equipe da Finlândia é realizar formação de professores e de multiplicadores para implementar algumas ações de boas práticas, visando qualificar a educação com foco da Escola Futuro, tendo como parâmetro a metodologia finlandesa. A ação constará de três fases: fase 1 – foco no indivíduo – treinamento de 60 professores; fase 2 – formação de professores do ensino superior; fase 3 – formação de multiplicadores, entre agosto de 2018 e fevereiro de 2020.

As profissionais foram recebidas pela equipe da Agência de Desenvolvimento e as instituições da rede federal, municipal, estadual e particular. Da rede estadual de educação, estiveram presentes em torno de 100 professores, equipe diretiva, acompanhados pela coordenadora regional de educação da 35ª, professora Tânia Carpes, para apresentar a realidade das escolas, trocar reflexões sobre as diferentes realidades dos países e discutir possibilidades de inovar, buscando a excelência nos processos educacionais.

Entre as atividades da comitiva, foi realizada a palestra “Development of critical thinking through the research-teaching nexus: How research has based the whole process of teaching / learning in Finland” sobre o papel da pesquisa no desenvolvimento do pensamento crítico durante o processo de ensino-aprendizagem na Finlândia, visita técnica à Escola Estadual de Ensino Médio Thomas Fortes, em Santiago. O evento foi finalizado com uma mesa redonda, momento em que o público pôde questionar as professoras sobre como funciona o modelo educacional e como são usadas as metodologias inovadoras no processo de ensino e aprendizagem no país.

Mesa redonda que debateu a proposta das educadoras finlandesas.
Mesa redonda que debateu a proposta das educadoras finlandesas. - Foto: 35ª CRE/Seduc

Segundo a coordenadora da 35ª, professora Tânia Carpes, “a proposta de trabalho vem ao encontro de uma educação inovadora, que visa à formação de sujeitos autônomos, mais capazes e seguros frente às mudanças do século XXI.”  

Já o grupo de professores da escola Thomás Fortes está desafiado pela proposta e apostando em mudanças positivas que irão contribuir para a aprendizagem os alunos da instituição.

Secretaria da Educação