Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Semana da Justiça Restaurativa começa com live de CREs e Seduc

Abertura teve como convidado o promotor de Justiça Élcio Resmini Meneses

Publicação:

Print da live do seminário
Evento tem como tema “Com a palavra a educação” - Foto: Seduc
Por Isabella Sander

Iniciada nesta terça-feira, 17 de novembro, a Semana da Justiça Restaurativa 2020 tem como tema “Com a palavra a educação”. A abertura oficial, realizada em live, teve a participação da coordenadora da Cipave+ da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), delegada Sônia Maria Dall’Igna; da coordenadora da 4ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Viviani Devalle; e da coordenadora da 23ª CRE, Cristina Fabris. O promotor de Justiça Élcio Resmini Meneses, do Ministério Público do Rio Grande do Sul, foi o convidado e apresentou uma palestra sobre “Diálogos emancipatórios e restaurativos na educação”.

O evento foi mediado por Cassiane Paganella. Segundo Cassiane, que atua como assessora pedagógica e da Cipave+ na 23ª CRE, a Semana da Justiça Restaurativa 2020 nasceu de parceria entre a 4ª e a 23ª CREs, de Caxias do Sul e Vacaria. “Entre os nossos vários objetivos, os principais são oportunizar espaço para relatos da experiência da Justiça Restaurativa nas escolas e dar visibilidade para a prática nas escolas do Rio Grande do Sul”, destaca.

A coordenadora da 23ª CRE ressaltou a importância de tratar os embates a partir da cultura da não-violência. “Não falar alto, até o tom da nossa voz é importante no nosso trabalho com as escolas. Precisamos nos afastar da cultura que antigamente existia nas escolas, sair do castigo, do privar a criança e o adolescente de alguma coisa para que eles tenham sucesso e melhorem”, pontua.

A coordenadora da 4ª CRE, por sua vez, deu um relato sobre sua própria experiência com os círculos de paz, que são parte da metodologia da Justiça Restaurativa. “Logo que eu assumi a função de coordenadora, pedi para ter um momento com toda a equipe da regional e fizemos um círculo de paz. Foi tão importante para mim, porque, a partir daquele dia, os colaboradores da casa enxergaram um ser humano por trás da coordenadora, passaram a me ver com outros olhos, o que ajudou muito a me adaptar a essa nova realidade”, recorda. Viviani levou características do círculo de paz para o projeto online “Chimarreando”, que visa o acolhimento dos servidores da educação.

A delegada Sônia defende que mesmo a união entre CREs ajuda a criar “círculos” nos ambientes de trabalho. “Tive a oportunidade de assistir ao nascedouro da Justiça Restaurativa, nos anos 2000. Precisamos exercitar as práticas restaurativas, trazê-las para o cotidiano de todos nós”, salienta.

Durante sua apresentação, Élcio Meneses citou quatro palavras que sintetizam os fundamentos da Justiça Restaurativa: humanidade, comunidade, movimento e educação. “Nesta sociedade de consumo, talvez tenhamos nos acostumado a achar que sempre alguém chegará para resolver os nossos problemas, e a Justiça Restaurativa traz a ideia de que somos aqueles por quem estávamos esperando”, explica o promotor de Justiça, propondo a ideia de que toda pessoa é capaz de criar a cultura da não-violência.

Segundo Meneses, os círculos de paz conduzem ao pertencimento, à autonomia e ao processo dialógico. Entretanto, alerta que os círculos por si só têm o poder de inserir essa transformação na sociedade. “Precisamos de um projeto educativo, de caráter emancipatório. A Justiça Restaurativa nos permite pensar que podemos fazer mudanças estruturais, desde que pensemos na comunidade como partícipe nesse processo”, conclui.

Confira a programação da Semana da Justiça Restaurativa 2020:

Quarta-feira (18/11), às 8h30min
CHIMARREANDO: ACOLHIMENTO DE DIRETORES DAS ESCOLAS DA 4ª CRE
Mediadoras: Viviani Devalle e Stela Paim
Convidadas: Katiane Boschetti e Vanessa Damo
Público-alvo: Diretores 4ª CRE

Quarta-feira (18/11), às 9h30min
RELATOS DE PRÁTICAS RESTAURATIVAS NA EDUCAÇÃO
Mediadora: Marivane Carvalho
Participantes: Andréa Machado da Silveira e Madalena Quadros - SMED Caxias do Sul, Ângela Linck de Jesus - 36ª CRE Ijuí RS, Celma Tedesco - Smed de Bento Gonçalves, Janine da Silva Strubinsky - 8ª CRE Santa Maria, Maria Elisa Chagas - Passo Fundo e Miriam Lúcia De Grandi - 15ª CRE Erechim
Público-alvo: púbico em geral

Quinta-feira (19/11), às 14h
CÍRCULO VIRTUAL PARA ARTICULADORES DA EDUCAÇÃO
Facilitadores: Maria Elisa Chagas e Rodolfo Pizzi
Público-alvo: Coordenadores de Educação 4ª e 23ª CRE, Promotorias da Educação e Coordenação Cipave Seduc

Sexta-feira (20/11), às 9h
A IMPORTÂNCIA DE UMA ESCOLA ACOLHEDORA - 23ª CRE
Mediadoras: Cristina Fabris e Cassiane Paganella
Convidada: Maria Elisa Chagas
Público-alvo: Diretores e Cipave 23ª CRE

Quarta-feira (25/11), às 9h
CÍRCULO VIRTUAL DE CELEBRAÇÃO
Facilitadores: Cassiane Paganella e Marivane Carvalho
Público-alvo: Professores que relataram práticas no dia 18/11

Secretaria da Educação