Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Segunda live da 1ª Semana Estadual Maria da Penha destaca projetos de combate à violência contra a mulher

Escolas apresentaram trabalhos sobre empoderamento feminino e protagonismo juvenil

Publicação:

maria da penha
Crédito: - Foto: Seduc
Por Diego da Costa

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) e o Comitê Interinstitucional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher (EmFrente, Mulher) promoveram, na manhã desta quarta-feira, 24 de novembro, o segundo encontro da 1ª Semana Estadual Maria da Penha nas Escolas. O evento trouxe a presença de especialistas que abordaram a maneira como a mulher é vista na sociedade. A transmissão ocorreu pelo canal do YouTube TV Seduc RS.

Estiveram presentes a Dra. Fabiana Pagel da Silva, do Juizado da Violência Doméstica de Canoas; a Dra. Cris Bruel, doutora em Psicologia Social; a professora Sandra Jurema Tomás dos Santos, coordenadora pedagógica do Instituto Estadual de Educação Visconde de Cairu, de Santa Rosa; a professora Elaine Ferreira dos Santos, da Escola Hildebrando Westphalen, de Cruz Alta; além da participação de estudantes de ambas as instituições de ensino.

Na ocasião, foram apresentados os projetos das escolas Dalva Zanotto de Lemos, de Vacaria; Visconde de Cairu, de Santa Rosa; Antônio Inácio Velho, de São José dos Ausentes; Hildebrando Westphalen, de Cruz Alta; e Professor José Fernandes de Oliveira, de Vacaria.

Os alunos abordaram temáticas como a conscientização contra a prática da violência doméstica e familiar; levar o tema da Lei Maria da Penha para debate na escola; estímulo ao desenvolvimento do empoderamento feminino para que as meninas reconheçam seus direitos e deveres; e promover o incentivo à leitura e o protagonismo juvenil.

“É importante destacar o quanto é fundamental a articulação entre as escolas e a Rede de atendimento para prevenção, identificação e suporte para as vítimas de violência doméstica familiar. Afinal, toda escola está situada em um município e todo município possui algum tipo de Rede de enfrentamento a este tipo de violência”, destaca a Dra. Fabiana Pagel da Silva, do Juizado da Violência Doméstica de Canoas.

“É sempre importante, nesta perspectiva, a gente lançar mão de uma Rede para mulheres e meninas em situação de violência. A escola, no meu ponto de vista, é um dos principais alicerces dentro desta construção, porque a partir dali nós podemos estar formando, então, meninas e meninos, e todo o professorado, que vão criar uma caixa de ferramentas para estabelecer relações a partir de uma ideia de igualdade” explica a Dra. Cris Bruel, doutora em Psicologia Social.

 A coordenadora pedagógica do Instituto Estadual de Educação Visconde de Cairu, apresentou o projeto “Empoderamento Feminino: Malala” que visa trabalhar o respeito por todos os gêneros.

“Esta ação com os estudantes tem o objetivo de estimular e desenvolver o empoderamento feminino para que as meninas reconheçam seus direitos e deveres. Ao mesmo tempo, o trabalho busca trabalhar a questão da violência física, verbal e psicológica com todos os educandos das séries finais do Ensino Fundamental”, afirma.

00:00:00/00:00:00

1ª Semana Estadual Maria da Penha nas Escolas - Escola e Rede

1ª Semana Estadual Maria da Penha nas Escolas - Escola e Rede Crédito: TV Seduc RS

1ª Semana Estadual Maria da Penha nas Escolas

A lives ocorridas nos dias 22 e 24 de novembro, juntamente com a que ocorre no dia 26, abordam a importância da interação entre Redes, o protagonismo estudantil, também trazendo trabalhos desenvolvidos na rede estadual de ensino.

Secretaria da Educação