Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Seduc celebra Dia da Consciência Negra

Publicação:

Crédito: Lucas Nogare
Crédito: Lucas Nogare
Por Rodrigo Peixoto

Em celebração ao Dia da Consciência Negra, a Secretaria Estadual da Educação recebeu, na tarde desta quarta-feira, 20 de novembro, a roda de conversa “Educação das Relações Étnicas: Precisamos falar sobre isso”. A secretária adjunta da Educação, Ivana Flores, foi a responsável pela abertura do evento ao lado do coordenador da Divisão de Políticas Especificas para a Educação da Seduc, Rodrigo Venzon.

“Lutar contra os preconceitos é uma tarefa diária e por meio da educação conseguiremos construir a igualdade. Queremos destacar todo nosso respeito pela cultura e sabedoria do povo negro”, aponta Ivana.

Alunos da Escola Estadual de Educação Fundamental Bahia apresentaram um número musical intitulado Oro Mi Maió, onde cerca de 30 jovens cantaram e tocaram instrumentos tradicionais da cultura africana.

O encontro, que discutiu alternativas para uma educação inclusiva no estado, contou com a presença do coordenador da Comissão de Direitos Humanos da Procuradoria-Geral do Estado, Jorge Terra, a professora e mestra, Roberta Flores Pedroso, e a patrona da Feira do Livro de Novo Hamburgo, Maria Emília de Mendonça.

“Em todas as políticas públicas sobre as quais nos debruçamos veremos que os negros estão em situação de desvantagem. Temos muito o que fazer e a educação tem grande parte nisso”, indica Jorge Terra.

Para a professora Roberta Flores Pedroso, os conteúdos trabalhados dentro de sala de aula muitas vezes ficam restritos a questões culturais como danças ou culinária, deixando de lado a produção intelectual de negros brasileiros.

“Tratamos muitas vezes da capoeira, por exemplo, mas e os escritores negros? Precisamos da valorização dos autores negros que representam tantas pessoas pela escrita”, alerta.

Secretaria da Educação